Login

dor visceral

A dor torácica semelhante à dor da angina é um sintoma alarmante, no entanto, 10% a 50% destes doentes, após investigação invasiva, não têm doença cardíaca e são classificados como tendo dor torácica de origem não cardíaca (DTNC).
A DTNC pode ter na sua génese perturbações gastrointestinais, pulmonares, músculo-esqueléticas, infecciosas ou relacionadas com droga e problemas psicológicos, sendo que o esófago é considerado como o principal envolvido na DTNC. A dor é descrita como opressiva ou ardor e pode ser desencadeada pela deglutição ou exercício.
A avaliação diagnóstica gastrointestinal destina-se a demonstrar ou excluir refluxo gastroesofágico patológico, hipersensibilidade ou anomalias motoras do esófago.
O tratamento é um desafio, pelo natureza heterogénea da doença, podendo ser feito com fármacos supressores da secreção ácida, relaxantes musculares, antidepressivos tricíclicos, inibidores seletivos da recaptação da serotonina e da serotonina-noradrenalina. Têm sido relatadas melhorias sintomáticas com adenosina, injeções endoscópicas de toxina botulínica, terapia cognitivo-comportamental e hipnoterapia.

pdfDownload ptFlag enFlag