Login

dor orofacial

A possibilidade de uma dor facial ter origem odontogénica deve estar sempre presente e a avaliação do doente deve incluir os dentes e as suas estruturas de suporte. A dor odontogénica pode ter origem numa cárie com extensão à dentina ou polpa dentária, numa infecção ou necrose pulpar, num abcesso periapical ou periodontal e fracturas ou traumas dentários.
O tecido pulpar responde a qualquer estimulação direta e, por vezes, a qualidade nevrálgica que apresenta pode simular uma nevralgia do trigémio.
A pulpite transitória pode parecer uma enxaqueca, com o seu carácter unilateral, pulsátil e episódico.
As infeções periodontais, especialmente na porção anterior do maxilar, por apresentarem dor ao redor e sob o olho, podem confundir-se com uma cefaleia trigemino-autonómica.
Assim sendo, quando se considera a grande semelhança de queixas de dor odontogénica com outras entidades de dor orofacial, a patologia dentária deve ser sempre excluída.

pdfDownload ptFlag enFlag