Login

Director da revista
Silvia Vaz Serra

Editores
Armanda Gomes
Ananda Fernandes
Graça Mesquita

Súmario

  • Mensagem do Presidente da APED - Duarte Correia - 3
  • Ozonoterapia, Aplicaciones en el Tratamiento
del Dolor - Miguel Ángel Caramés Álvarez,
Víctor D. Betancor Lindström y Oto M. Padrón Ruiz - 5
  • Terapêuticas Invasivas no Tratamento da Dor.
Fármacos Intratecais no Tratamento da Dor Crónica - Armanda Gomes -13
  • Existe um Quarto Degrau da Escala Analgésica? - José Correia - 17
  • Enfermeiro e os Procedimentos Invasivos
na Unidade de Dor - Cláudio Rufino Santos Jardim - 27
  • Radioproteção no Tratamento da Dor - Luísa Gouveia, Filipe Carvalho e Ivo Góis - 33
  • Neuromodulation for Pain Therapy - Luciano Perotti, Vicente Villanueva and Jose De Andre - 38

Mensagem do Presidente da APED - Duarte Correia

Escrevo-vos no decorrer deste mês de novembro, este texto que será publicado na re- vista Dor no número 4 de 2011. Terminámos assim um longo processo de regularização da publicação da revista, cumprindo (embora de forma de algo tardia), com a vossa colaboração e empenho, um objetivo que todos nos propusemos.

Redijo-vos ainda, na qualidade de editor con- vidado deste número, dedicado aos «Procedimentos Invasivos para o Tratamento da Dor – 2», culminando o convite endereçado pela Dr.a Sílvia Vaz Serra em março de 2009!... Ao aceitar esse honroso convite, não poderia nem seria possível supor as inúmeras vicissitudes que atrasaram e adiaram a sua publicação.

Foi nossa intenção tentar obter a participação do maior número possível de profissionais que diariamente se dedicam ao tratamento da dor em Portugal, com vivências, conceitos e experiência díspares que traduzissem diferentes perspetivas nestas modalidades terapêuticas. Não foi possível escrever estes dois números da re- vista Dor (n.o 4 de 2009 e n.o 4 de 2011) apenas com artigos de autores portugueses, pois sem dúvida a atividade clínica diária dificulta e im- possibilita uma colaboração que muitos anseiam e desejam mas que se tornou irrealizável. Ao assumir a opção de convidar autores não portugueses, fi-lo na convicção que as pessoas que participam são uma mais-valia importantíssima, dotadas de uma enorme experiência e com um vasto labor clínico nesta área do saber científico, com uma capacidade didática que considero notável.

Não posso deixar de referir os eventos comemorativos realizados no âmbito da Semana Europeia e do Dia Nacional de Luta Contra a Dor que decorreram de 10 a 15 de outubro. Esta iniciativa, constituída por atividades fundamentalmente vocacionadas para a divulgação e sensibilização dos profissionais de saúde e da população em geral, esteve de acordo com as nossas melhores expectativas e talvez até as tenha superado. Creio contudo que o balanço destes deverão ser efetuados à distância e de uma forma crítica, ponderada e desapaixonada.

De acordo com a tradição, durante a cerimónia oficial comemorativa do Dia Nacional de Luta Conta a Dor, procedemos à entrega dos prémios «Grunenthal Dor», «Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED)/Janssen Vou Desenhar a Minha Dor», e pela primeira vez atribuímos o «Melhor Artigo da Revista Dor/Bene Farmacêu- tica 2010».

Esta ano, Sua Excelência a Senhora Dr.a Maria Cavaco e Silva honrou-nos com a sua presença e simpatia na sessão comemorativa do Dia Nacional de Luta Contra a Dor, entregando às crianças vencedoras o prémio do concurso «APED/Janssen Vou Desenhar a Minha Dor».

O «Curso Pain Management, State of the Art Solidário com Moçambique» (organizado em parceria com a Fundação Grunenthal), símbolo da nossa colaboração com a Douleurs Sans Frontières (DSF), e a Mesa de Debate e Controvérsia dedicada aos «Aspetos Éticos, Sociais e Económicos da Dor Não Tratada», significaram dois dos momentos mais elevados destas comemorações realizadas na Fundação Champalimaud, constituindo o flash mob «Dançar com a DOR» (http://facebook.com/mova-se-contra-a dor), efetuado no âmbito desta Semana Europeia no Sábado, 15 de outubro, no Centro Comercial Vasco da Gama, o culminar de uma semana de atividades dedicadas ao tema Dor, de inegável repercussão mediática. Reconheço e publicamente agradeço o apoio da Fundação Grunenthal e da indústria farmacêutica, em particular da Grunenthal, Pfizer, Janssen e Bene Farmacêutica, que tornaram possível a concretização destes eventos.

Ao terminar, não posso deixar de referir algumas breves notas relativas à nossa ativida- de, que porventura poderá estar aquém das expectativas que muitos de vós em nós terão depositado.

A página web que, com esforço discreto, porfiado e continuado da Dr.a Ana Valentim está a terminar a implementação da área reservada aos sócios, que será certamente um motivo para que com regularidade acedam ao nosso sítio, constituindo um local de leitura e de atualização para todos nós, de nível e conteúdo científico elevado, permitindo uma divulgação de ideias e conceitos.

Como referi em número anterior da revista Dor, estamos a preparar o regulamento para atribuição
de bolsas de formação no estrangeiro, patrocinadas pela Janssen e pela Fundação Grunenthal
e brevemente, serão formalmente nomeados os membros dos respetivos júris.