Login

artigos

Trabalho da autoria de Isabel Martins, Deolinda Lima e Isaura Tavares contemplado com o "Prémio Grünenthal de Investigação Básica em Dor 2010". 

Resumo: Neste trabalho estudámos o papel da noradrenalina numa área facilitatória do encéfalo, o núcleo reticular dorsal (DRt), no modelo de dor neuropática (spared nerve injury [SNI]).
Utilizando microdiálise in vivo, mostrámos que a libertação da noradrenalina no DRt aumenta em resposta a estímulos nociceptivos. Seguidamente, mostrámos que a ativação dos recetores α1-adrenérgicos aumenta as respostas nociceptivas dos animais, enquanto o papel inibitório dos recetores α2-adrenérgicos na libertação de noradrenalina, estava diminuído nos animais com SNI. Por fim, testámos o efeito da diminuição da libertação de noradrenalina no DRt no modelo SNI, utilizando um vetor vírico derivado do vírus herpes simplex do tipo I (VHS-1), que diminui de forma seletiva a libertação de noradrenalina no DRt. A diminuição de noradrenalina no DRt, induzida pelo vetor VHS-1, atenuou significativamente a alodinia e a hiperalgesia durante cerca de dois meses.
Os resultados obtidos neste trabalho mostram um papel pró-nociceptivo inédito da noradrenalina. A analgesia intensa e sustentada induzida pelo vetor VHS-1 indica que se justifica alargar os estudos experimentais para se perspetivperspetivar a aplicação da terapia génica como estratégia potencial no tratamento de dores crónicas refratárias.
 
O artigo está disponível na íntegra na área reservada aos sócios da APED.